Tenda Espírita Caxana

Fé e Caridade

Conseguiremos êxito em nossos problemas se respeitarmos as leis da natureza. em primeiro lugar, teremos de nos convencer de que a formação da matéria depende de elemento químicos que atuam sobe os órgãos do nosso corpo. Ora, acontece que tais elementos químicos estão ligados aos Orixás.

O conjunto de ações e reações que se produzem em nosso corpo constitui o nosso T?NUS VITAL, a vitalidade física. Com o discurso do tempo, entretanto, essa vitalidade diminui e desaparece, de acordo com as leis divinas que nos cumpre obedecer, como filhos de Deus. Se o homem não consegue recompor o T?NUS VITAL, o seu corpo material começa a se desagregar e o espírito liberto da prisão da matéria, não para o lugar que lhe é destinado. o conceito de "felicidade" ou "infelicidade" é, desse modo, relativo. Não há, também mau destino, mas o cumprimento da provação que foi imposta ao nosso espírito, no ciclo das reencarnações, para o incessante aperfeiçoamento.

O espírito do homem é EVOLUTIVO e por isso é que habitamos neste planeta de provações e sofrimento. Os elementos fundamentais são sete: ouro, prata , ferro, mercúrio, estanho, cobre e chumbo. Vejamos como se distribuem eles entre as poderosas entidades espirituais celestes, os Orixás ou Bacuros. Tomemos, por exemplo, LAGUIDIBÁ ou LADIBÁ, que é de ferro e, por isso, pertence a Ogum. A prata pertence a Oxum; o ouro a Oxalá e Nanã; o mercúrio a Xangô; o estanho a Oxossi; o cobre a Iansã; o chumbo a Exú. Todos esses metais demonstram a sua influência quando estão sobre o corpo humano. O ouro e a prata ficam escuros; o chumbo fica furadinho o ferro enferruja; o estanho fica escuro, embaçado; o mercúrio foge, desaparece. Ainda mais, há pessoas particularmente influenciáveis por esses metais. Alguns não podem usar jóias de espécie alguma, e outras empretecem a prata, instantaneamente. Os antigos, que tudo observavam, confeccionavam GUIAS e COLARES de modo a satisfazer o orixá, o anjo da guarda do indivíduo. Faziam GUIA de chumbo para evitar o mal de gota. Mas, para certos efeitos mágicos, não recorriam apenas aos metais, confeccionavam GUIAS feitas de peles de animais para evitar doenças e outras males que afligem a humanidade. Certas pedras, também,são dedicadas a certos orixás

Neste capítulo sobre as correspondência entre os orixás, os metais e as pedras, há muito assunto a serem esclarecidos. Mas os orixás são espíritos celestes, espíritos da natureza. Até mesmo os espíritos evolutivos, isto é, os que já passavam pela vida terrena, desencarnaram e ainda poderão voltar à vida da matéria, poderão estar ligados a determinados elementos materiais, aqui na terra. Por exemplo: o copo de cristal exerce grande atração sobre o espírito evolutivo, quando é feita a chamada na lua nova. O processo é o seguinte:conforme a falange que se quer chamar, risca-se o PONTO DAS ALMAS. Cada copo tem em seu redor velas de espermacete, até o número 9, daí então é feita a comunicação por meio da força material, que é a concentração dos assistentes da sessão. ? a concentração profunda que vai buscar a força espiritual que está vagando no espaço. ? a maneira de se atrair o que se quer. O espírito desencarnado tem muito mais força e astúcia do que nós, que estamos pela matéria, com os nossos sentidos limitados pela fraqueza da carne. Reza-se uma oração a SALAUIM, usada outrora pelas GANGATI_-IAMBÁ, ( sacerdote dos Kiumbas), dos espíritos maus. Mais tarde, passavam estes sacerdotes a se chamarem TATAS DAS ALMAS e nessa qualidade, explicavam e difundiam seus conhecimentos.

A alma é a essência do corpo. Quando se fundaram no Brasil, os cemitérios públicos, estes eram propriedade das irmandades. Os escravos eram enterrado nos cemitérios das irmandades. os ricos e fidalgos eram, porém, enterrados dentro das igrejas. os escravos, vendo que eram rezados ofícios religiosos para os senhores falecidos, adotaram esse costume. Das inter-relações, padres - escravos, em matéria de enterrar os defuntos e celebrar missas fúnebres, resultou uma curiosa CLASSIFICA??O das almas, nas seguintes bases : ALMA BENDITAS - Fidalgos e ricos ; ALMA DO PURGAT?RIO - Pessoas mais ou menos pobres e mais ou menos pecadoras; ALMAS PERDIDAS - Pessoas suspeitas de não serem cristão; ALMAS PENADAS - Que faziam assombração; ALMAS DOS ENFORCADOS - Dos condenados a forca; ALMAS PENITENCIÁRIOS - Mortos na cadeia; ALMAS DO CATIVEIRO - Dos escravos. O nosso bom padre perguntava com muita paciência :"para quem é essa missa ?" Respondiam: "é para um enforcado" , então o padre concluía : "vamos rezar a missa dos enforcados". Vendo que a procura era cada vez maior, criaram os " COFRES DAS ALMAS", de acordo com a categoria da alma. E assim houve um acordo geral: as almas ficaram em paz, e a coleta ia só para um lugar.

Os GANGA-TI-IAMBÁ passaram, como já dissemos, ao grau de TATAS DAS ALMAS, que doutrinavam os KIUMBAS, formando as mesas das almas. Essas concentrações, quando não havia velas, eram feitas à luz do azeite de mamona ou carrapato e grisetas, num canudo de bambu. Os espíritos são mais atraidos por esse ambiente primitivos do que pelos salões brilhantes, iluminados à eletricidade. isto porque a eletricidade é artificial e as outras luzes vem da natureza. Daquela época em diante, espalharam-se por todo o Brasil as MESAS DAS ALMAS, muito antes de Alan Kardec descer neste planeta. Muito antes, em tempos imemoriais, os Africanos praticavam a comunicação com os mortos. A linha das almas é mais antiga do que o Kardecismo.

? perigoso lidar com esses espíritos desencarnados, pois são muito mais forte do que nós. Por isso é que iniciamos o adepto para se livrar das influências maléficas.