Tenda Espírita Caxana

Fé e Caridade

Um sacerdote, vendo um lavrador que guiava um arado, aproximou-se perguntando-lhe:

- Se soubesse que ias morrer esta noite, em que empregarias o resto do teu dia ?

- Em arar, respondeu-lhe o camponês. - sem parar de trabalhar um - sem parar de trabalhar um só minuto.

O sacerdote esperava que o bravo lavrador lhe dissesse que passaria o tempo confessando-se, rezando ou na igreja.

Admirando-se da resposta que havia recebido, pensou um momento e disse :

- Meu amigo, tu deste a mais, sábia resposta que se pode dar, porque arar é orar. a oração do trabalho é sempre satisfatória.

Léon Tostói

Publicado no jornal da Tenda Espírita Caxana Agosto /97