Tenda Espírita Caxana

Fé e Caridade

Muitos colocam o meio em que vivemos como o culpado das mazelas humanas; esses desejam defender os maus sentimentos que pesam mais no coração. Certamente que o meio ambiente influencia em demasia a quem dele faz parte, no entanto, quem procura ambiente inferior, é por força da sua inferioridade. Os iguais se atraem por lei da afinidade.
Se já sabe que o ambiente o influência, por que se aproxima dele? Se for obrigado, por certos deveres a estar nele, é por trazer traços de compromissos com tais ou quais ambientes, e aí o seu dever é lutar para não receber as influências negativas de onde está vivendo ou trabalhando.
Jesus desceu para ser visto na Terra como Mestre, e não iria ser influenciado pelos alunos, principalmente por aqueles que não desejariam aprender as lições de amor e da verdade. Quantos personagens superiores não vieram a Terra trazer roteiros novos para todos os povos? Eles iriam se entregar às influências malfeitoras? E os seus trabalhos, e os compromissos com o Cristo?
Se você está nesse ou naquele meio, já é um aviso, senão convites, para melhorar. Não há nada por acaso e tudo tem uma razão de ser na vida da criatura. Os tempos são chegados e as últimas lições são mais apertadas para os alunos. A misericórdia para com aqueles que desejam dormir terá continuidade para quem acordar, ainda que em outras dimensões da vida.
Todos estamos no meio em que nos é dado ficar, no entanto, às vezes não merecemos, mas a misericórdia nos garante que, para melhorarmos, mesmo que não possamos permanecer, levamos a lição de que o bem existe como sendo caminho para a felicidade. Nos primórdios da Terra, vieram para ela multidões de almas que, onde estavam, havia sido esgotada a misericórdia. E como choraram de arrependimento! E foi nesse impulso do coração que construíram vida nova para voltarem às pátrias de origem, sendo que algumas ficaram na Terra por gratidão ao ambiente, ajudando no despertamento das almas mais jovens.
Ninguém influencia sem ser influenciado; é nesta verdade que podemos deduzir o valor da nossa educação. Devemos influenciar para o bem, e nas mesmas linhas receberemos influência; Eis que devemos orar e vigiar, para transformarmos as influências negativas em força poderosa de amor e de trabalho para o próprio influenciador.
Não procure fugir do meio a que foi chamado para servir, por ser ele inferior; trabalhe em si mesmo melhorando a sua vida por fora, que a lei obedecerá à força de dentro.
Não deve se entregar à violência, principalmente nos sentimentos; cada pessoa escolhe seu próprio caminho. Que a sua ajuda cresça cada vez mais e, algum dia, encontrará os frutos, que são seus por lei de justiça. ? por esse motivo que induzimos os irmãos a escolherem as sementes que devem lançar ao solo humano.
Trabalhe para fazer ambiente elevado, que ele não lhe faltará na sua vida, onde quer que seja. Deus está o convidando a mostrar, a quem ainda não conhece, o amor.

LIVRO: Convites aos Corações
AUTOR: João Nunes Maia
DITADO PELO ESPÍRITO: Scheilla